“O Portal” discute relação abusiva por meio da fantasia

O Portal é um dos raros romances eróticos que retrata um relacionamento abusivo e empodera sua heroína


Créditos: Divulgação


Muitas mulheres não enxergam que vivem relacionamentos abusivos porque não há agressão física. Esse entendimento está aumentando, porém, o esclarecimento de que o abuso emocional também é violência ainda é fundamental.

Pensando nisso, a obra “O Portal”, que chegou às livrarias brasileiras no fim do ano, já em sua segunda edição, das autoras Cris Herman e Bia Schauff (290 páginas, Editora Perkins, 2018), promove esse debate, por meio de uma história fantástica de ficção.

“O Portal” conta uma história sobre universos paralelos. Apesar de se encaixar no estilo erótico – bastante popular entre os leitores do país – a história traz um componente inédito dentro do gênero que aborda o relacionamento abusivo.

Com essa sacada, a história atrai leitoras que acabam se identificando com a relação da personagem Agata, e podem passar a se questionar e buscar saídas. Claro, que na vida real, nada será tão simples quanto atravessar um portal mágico, porém, existe superação para relações de abuso.

Créditos: Divulgação

Agata é uma mulher comum, mãe de duas crianças, vida estável e casada há mais de uma década. A personagem, porém, está vivendo um momento de autoconhecimento e aceitação, por causa do abuso emocional do marido, caracterizado por constantes diálogos em que ele a diminui e menospreza. É quando Agata se depara com um portal fantástico durante o que parecia ser um simples banho. Rapidamente, ela se entrega a uma vida em um universo paralelo que passa a preenchê-la com memórias e expectativas bastante reais e com um relacionamento amoroso saudável – e bastante apimentado.

Muito mais do que a fuga de uma rotina cansativa e desvalorizada, o portal de Agata oferece a ela um novo reflexo de si mesma. “Do outro lado” pode ter de tudo: desde um amante maravilhoso, sexo incrível, uma casa perfeita, roupas lindas, viagens ou festas. Instigante e envolvente, O Portal é uma reflexão para todos que se sentem no limite, quando tudo que se deseja é a possibilidade de escolher uma outra vida, cheia de sonhos realizados.

Serviço

O Portal, de Cris Herman e Bia Schauff

Editora Perkins, 290 páginas

R$39,90 (todas as livrarias)

R$9,90 e-book

Andréia Bueno

Facebook Instagram

2.076 respostas para ““O Portal” discute relação abusiva por meio da fantasia”

  1. Wonderful beat ! I wish to apprentice while you amend your website, how could i subscribe for a weblog web site? The account helped me a applicable deal. I were tiny bit acquainted of this your broadcast provided bright transparent idea|