Sesc Ipiranga participa da 15ª edição da Virada Cultural

Nos dias 18 e 19 de maio, 18 unidades do Sesc na capital paulista estendem seus horários de funcionamento e oferecem mais de 200 atividades artísticas gratuitas e voltadas para todos os públicos


Créditos: Rodolfo Magalhães


O Sesc São Paulo, em parceria com a Secretaria Municipal de Cultura, realiza em 18 unidades na capital a 15ª edição da Virada Cultural. Entre às 18h do dia 18 e às 18h do dia 19 de maio, a programação do Sesc na Virada Cultural acontece nas unidades 24 de Maio, Avenida Paulista, Belenzinho, Bom Retiro, Campo Limpo, Carmo, Centro de Pesquisa e Formação, CineSesc, Consolação, Interlagos, Ipiranga, Itaquera, Parque Dom Pedro II, Pinheiros, Pompeia, Santana, Santo Amaro e Vila Mariana, com atividades artísticas gratuitas e voltadas a todos os públicos.

As unidades participantes estendem seu horário de funcionamento, com o objetivo de ampliar o alcance das atividades da Virada para toda a cidade. O Sesc Avenida Paulista e o Cinesesc avançam na madrugada e estarão abertas ao público até às 4h e 4h30, respectivamente. As demais encerram suas atividades até às 2h, e retomam no domingo pela manhã com programações até às 18h.

Créditos: Pablo Bernardo

O Sesc Ipiranga recebe durante a Virada Cultural uma programação diversa para todas as idades. Teatro, música, circo e literatura se integram numa rede de atividades gratuitas.

Música

Entre os destaques da programação, no dia 18/5, às 18h, acontece o show da girlgroup brasileira de K-Pop, High Hill. Composto por 5 meninas – Mari, Egla, Demetria, Rayssa e Aya – o grupo lançou seu último single “Impossível Não se Apaixonar”, que alcançou a marca de 1 milhão de visualizações.

Às 22h, a drag queen Gloria Groove chega para a festa. Conhecida por seus hits contagiantes, a artista LGBT também se apresenta no Quintal, área aberta da Unidade.

No dia 19/5, às 16h, a diversão fica por conta de “Tiquequê – Barulhinho, Barulhão”. O trio canta, dança e faz do corpo percussão para dialogar com as crianças.

Teatro e Dança

A peça “Ícaro”, em cartaz dentro do projeto Teatro Mínimo, acontece gratuitamente no sábado, às 19h30. O ator e dramaturgo Luciano Mallmann mistura relatos reais e ficcionais sobre os desafios de pessoas cadeirantes, construindo um monólogo a partir das experiências e percepções sobre a deficiência.

Às 22h, o grupo House of Zion apresenta “Jam Vogue”, dança performática que surgiu em meados dos anos 1970 nas comunidades negra e latina de Nova Iorque e traz em sua essência o foco em performances de gênero e sexualidade.

Créditos: Alessandra Nohvais

No Teatro, o espetáculo “Buraquinhos ou O Vento é Inimigo do Picumã” fala sobre violência policial e marginalização periférica, no dia 18, às 20h30, e 19/5, às 18h. O enredo narra história de um menino negro – morador de Guaianases, zona leste de São Paulo – que vai a padaria no primeiro dia do ano, a pedido da mãe. No caminho, ele é abordado por policiais que o perseguem enquanto disparam sobre ele tiros de arma de fogo. A fuga se desenrola em uma maratona pelo mundo, passando por países da América Latina e África.

No dia 19/5, às 11h, o Teatro da Unidade recebe “Mexerica”. A apresentação infantil conta as aventuras de uma gatinha que conhece cachorros e gatos do Hip Hop, um pássaro b. boy e uma coelhinha surda para ensinar que conviver com as diferenças pode ser muito divertido e enriquecedor.

Circo

No dia 18/5, às 18h, o “Cortejo Poético” acontece com a Cia. Poesias e Palhaçarias. A intervenção artística é feita por três palhaços e um músico, com poesias, canções e muitas palhaçadas.

Concomitantemente, a Cia. Suno apresenta “Suno Revirante na Virada”, que mistura circo, dança e música, apresentando números e intervenções que dialogam com a cidade e suas vertentes culturais. Às 21h, cerca de 20 acrobatas, coordenados pela Cia LaMala, apresentam “Contato”.

Créditos: Daniel Docko

No dia 19/5, às 13h, acontece “Cabaretize!”, com a Cia. do Liquidificador. No espetáculo, uma trupe realiza audições para completar o elenco do seu próximo show de cabaré e convidam o público a demonstrar o seu talento. Às 15h, “O Circo de Lampezão e Maria Botina”, com o grupo Caravana Tapioca, conta a história de Maria Botina, que sonha em ser levada por um cangaceiro e Pontolino Lampezão, que finge ser valente para conquistá-la.

Literatura

No dia 18/5, às 19h, a intervenção “Verso Móvel Sound System” traz um triciclo adaptado com estrutura de som e faz intervenções disparando áudios gravados por poetas nordestinos de forte expressão.

Já no domingo, às 13h, o Coletivo As Rutes leva “Mensagens de Mulheres Sábias” para diversos espaços da Unidade. Na atividade, cada participante é convidado a escrever um cartão postal que poderá ser postado pelo grupo ou que fará parte da próxima intervenção. Às 14h, o Núcleo Girândola cria uma “Rua de Rimas”. Com pequenos adereços cênicos e acompanhados de violão, flauta e instrumentos de percussão, os poemas de importantes poetas brasileiros são apresentados.

Serviço

*Retirada de ingressos para os espetáculos do Sesc na Virada:

A retirada antecipada de ingressos é necessária para apresentações que ocorrem em espaços fechados no Sesc, conforme a capacidade de cada local;
Para participar, basta retirar os ingressos nas bilheterias das unidades do Sesc a partir das 17h do sábado, 18/5;
Espetáculos adultos: dois ingressos por apresentação, para até três apresentações.
Espetáculos Infantis: quatro ingressos por apresentação, para até três apresentações.
Sesc Ipiranga – Rua Bom Pastor, 822

Acesso para deficientes físicos

Não há estacionamento

Mais informações e programação completa em http://bit.ly/2Q4CykE

Andréia Bueno

Andréia Bueno

Apaixonada pelas artes em geral, ama registrar cada instante, seja no trabalho ou durante viagens. Já realizou entrevistas com artistas nacionais e internacionais para o Acesso Cultural. Adora conhecer novos lugares e culturas, tendo viajado por 14 países entre o continente europeu, africano e americano.

Facebook Instagram