Mostra fotográfica Todos Iguais, Todos Diferentes? no MIS

Diversidade cultural é o eixo central da exposição que levará ao MIS mais de 200 fotografias produzidas pelo fotógrafo nos cinco continentes.


Types, Gorée, Sénégal (Anos 50) e Aminatou © Fundação Pierre Verger


Em tempos em que o mundo apresenta o retorno de discursos preconceituosos que carregam a ideia de supremacia cultural, a Fundação Pierre Verger, inspirada na vida e obra do seu criador, coloca em cartaz no Museu da Imagem e do Som (MIS), em São Paulo, uma exposição que chama a atenção, provoca e incita o público a refletir sobre um tema que é, certamente, uma das principais riquezas existentes no mundo: a diversidade cultural.

Em Todos Iguais, Todos Diferentes?, as fotografias de Pierre Fatumbi Verger nos revelam a beleza da pluralidade dos povos e aquilo que foi não apenas o seu objeto de pesquisas e trabalhos, mas, principalmente, o seu objetivo de vida desde que saiu da França, na década de 1930, para buscar o encontro com o outro e consigo mesmo, adotando uma nova forma de viver e de pensar.

A importância e a sinceridade dessas relações poderão ser apreciadas na exposição Todos Iguais, Todos Diferentes? e no livro homônimo lançado no dia 31 de agosto, dentro da programação do FOTO MIS 2019. O projeto, que apresenta retratos produzidos por Verger entre os anos 1930 e 1970, em mais de 20 países dos cinco continentes, respira a diversidade e o respeito.

Com curadoria de Alex Baradel, a exposição traz mais de 200 fotografias, apresentadas através de diversos formatos e suportes – ampliações recentes e documentos originais – e também por projeções de Motions Graphics, baseados em retratos realizados por Verger ao longo da sua vida. Um aplicativo para smartphones desenvolvido para a exposição permitirá ao visitante ouvir depoimentos sobre a diversidade cultural, narrados por diversos artistas, intelectuais e pensadores oriundos dos países visitados por Verger; a exemplo de Esteban Volkov, neto de Trotsky.

Port-au-Prince, Haiti (1948)
© Fundação Pierre Verger

Alex Baradel, resume a essência desse pensamento que Verger nos deixou através das suas fotografias: “Elas expressam uma das contradições mais importantes, universais e indispensáveis para um mundo harmonioso, mas que infelizmente é raramente aceita: no fundo, somos todos iguais em sermos diferentes; assim, somos todos diferentes, mesmo sendo iguais ou deveríamos sê-lo”.

É interessante observar que a exposição Todos Iguais, Todos Diferentes? nos apresenta um trabalho muito menos antropológico e documentarista, porém exibe e reafirma uma obra e um Verger mais cosmopolitas e atemporais.

A exposição é patrocinada pela PwC Brasil, através da Lei Rouanet.

MUSEU DA IMAGEM E DO SOM – MIS / FOTO MIS 2019

Data: 1º de setembro a 13 de outubro de 2019.

Horários: Terças a sábados, das 10h às 20h (com permanência até 22h); domingos e feriados, das 10h às 18h (com permanência até 20h).

Local: Espaço Expositivo 1º andar, Espaço Expositivo 2º andar, Espaço Redondo, Nicho e Foyer do Auditório MIS.

Ingresso: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia). Na Recepção do MIS e no site e aplicativo Ingresso Rápido. Entrada gratuita às terças-feiras e para crianças até cinco anos.

Classificação indicativa: Livre.

Endereço: Avenida Europa, 158, Jardim Europa, São Paulo/SP, Brasil. CEP 01449-000.

Site: www.mis-sp.org.br Estacionamento conveniado: R$ 18,00.

Acesso e elevador para cadeirantes. Ar condicionado.

Rodrigo Bueno

Rodrigo Bueno

Fotógrafo formado pela Escola de Fotografia Foto Conceito, já cobriu cerca de 2 mil shows nacionais e internacionais, além de eventos exclusivos como coletivas de imprensa e pré-estreias. Também é Executivo de Negócios, Jornalista, Web Design, Criador e editor de conteúdo de redes sociais.

Facebook Instagram

Uma resposta para “Mostra fotográfica Todos Iguais, Todos Diferentes? no MIS”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *