Resenha: “Eu os declaro Marido… e Larry”


Créditos: Divulgação


O filme “Eu os Declaro Marido… e Larry”, de 2007, é estrelado por Adam Sandler e Kevin James, é, acima de tudo, surpreendente. A princípio, muitos podem achá-lo mais um clichê onde dois amigos curtem a vida adoidados após um deles ficar viúvo, mas não é bem assim. De fato, Larry, vivido por James, acaba perdendo sua esposa, enquanto Chuck, vivido por Sandler, só quer curtir sua vida de solteiro.

Mas a reviravolta, que faz da história tão intrigante é o fato de que Larry, em um determinado momento de sua vida, precisa garantir o benefício do governo. Porém, para isso, precisa ser casado. Já no início do filme, Larry acaba salvando a vida de Chuck, obrigando-o, assim, a aceitar uma proposta: casar-se com ele.

Acontece que, os dois, heterossexuais, precisam manter uma certa aparência para não levantar suspeitas, que vai desde morar juntos até casarem-se de verdade, em uma capela, festa e tudo o que se tem direito.

O interessante da produção é que ela teria tudo para ser carregada de estereótipos e preconceitos, mas de maneira divertida, a história mostra que, embora o preconceito exista e prova disso são os colegas do “casal”, que fazem piadas com os dois, a amizade e tudo o que eles fizeram dentro do ambiente de trabalho se sobressai.

Apesar do toque de humor já tradicional das produções que levam Adam Sandler em seu elenco, a história não é ofensiva, pelo contrário, passa uma ótima mensagem de tolerância e de amor. No momento, o filme está disponível na plataforma do Telecine Play.

Quer saber mais? Acesse o nosso site!

Nicole Gomez

Nicole Gomez

Formada em Comunicação Social pela FMU, uma eterna sonhadora em busca dos meus objetivos. Amo Teatro musical e tenho a música como meu combustível. Determinação e foco são as palavras que me guiam.

Facebook Instagram

Deixe uma resposta