Dica de Leitura: “Todo Caminho é Sagrado”, de Beto Colombo


Créditos: Divulgação


Uma jornada em busca do autoconhecimento, percorrida no caminho de Santiago de Compostela, que leva a uma mensagem de desapego. Parece um assunto até já esgotado, mas é através deste enredo que Beto Colombo reforça a importância da temática e coloca “Todo Caminho é Sagrado” no topo da lista dos livros mais vendidos em apenas uma semana, com 3.528 cópias.

Em uma jornada com altos e baixos, literal e figurativamente, ele cruzará com histórias e pessoas surpreendentes, inspiradoras e comoventes, aprendendo mais sobre o mundo e, principalmente, sobre si mesmo.

Na minha jornada pelos campos, trilhas, aldeias e cidades ao longo do milenar Caminho de Santiago de Compostela e nos encontros com os personagens nas inquietações e angústias, o leitor vai perceber que é possível viver sob um outro olhar, baseado em um conceito muito simples de religação, de reconciliação do ser humano consigo mesmo, com o outro, com a natureza e sua dimensão mística – sem dúvida, uma mudança que pressupõe de nossa parte implicações profundas e urgentes, considerando o que estamos presenciando hoje em relação aos cuidados com o nosso planeta e com o sagrado que habita em cada um de nós, filhos da terra“.

Entre algumas mensagens da obra, estão que algumas coisas não precisam ser entendidas, mas apenas vividas. O leitor verá na prática que “desapegar não significa que você não deva possuir nada, mas sim que nada deve possuir você“. Além disso, irá perceber que a intuição é uma ótima conselheira na jornada e que, muitas vezes, a transformação que buscamos está dentro de cada um. Neste momento de isolamento social em que reaprendemos a trabalhar, principalmente, Beto oferece um olhar de quem já foi massacrado por uma rotina e que escolheu, ser feliz a ter que ostentar uma vida de sucesso corporativa, que para alguns é sinônimo de felicidade.

Jaqueline Gomes

Jaqueline Gomes

Jornalista graduada pela Universidade Nove de Julho, é especialista em Jornalismo Cultural, Assessoria de Imprensa e Mídias Sociais. Trabalha na área de comunicação desde 2010. Fundadora do Site Acesso Cultural, sempre quis desenvolver um veículo onde pudesse noticiar o que acontece de novidade no meio do entretenimento cultural. Apaixonada por shows de rock, livros, filmes, séries e animais.

Facebook Instagram

Deixe uma resposta