Concurso Cultural Relâmpago Encerrado: Maria Gadú 20 anos

Concorra a ingressos para assistir ao show


Créditos: Divulgação


Para comemorar 20 anos de carreira, Maria Gadú irá percorrer os palcos com o show Gadú | Turnê 20 Anos. Em São Paulo, a cantora se apresenta no Teatro Gamaro, dia 15 de agosto, a partir das 21h30.

Esse retorno da cantora às casas de espetáculo tem sido muito esperado, tanto pela artista quanto pelos fãs, como quem volta de uma temporada longe de casa e se reúne com os amigos para matar a saudade, contar histórias e brindar o que foi vivido.

O show promete um grande repertório, com músicas que marcaram sua carreira e a participação de músicos da banda original da sua primeira turnê: Cesinha (bateria), Doga (percussão) Fernando Caneca (guitarra), Gastão Villeroy (contrabaixo) e Maycon Ananias (teclado).

Estão previstas 30 apresentações em cidades fortemente marcadas na trajetória da cantora.

Paulistana, aos 12 anos de idade Maria Gadú começou a se apresentar em bares e festas e aos 22 anos lançou o seu 1º disco. A artista, que fará 33 anos em dezembro, foi indicada duas vezes ao Grammy Latino.

Quer concorrer a um par de ingressos para curtir esse showzaço? É simples. Responda aqui nos comentários a seguinte frase: “Qual a música da Maria Gadú te representa e por quê?

Quem vai curtir o show de 20 anos da Maria Gadú é o ganhador: Tiago Cazeri!

Retirada de ingressos na bilheteria do Teatro Gamaro com uma 1 hora de antecedência do horário do show e apresentação do RG e acompanhante.

Obs: Não arcamos com despesas de alimentação e transporte. Concurso Cultural válido para residentes em São Paulo.

Teatro Gamaro

Endereço: Rua Dr. Almeida Lima, 1176 – Mooca

Data: 15/08/2019, quinta-feira

Horário: A casa abrirá às 20h e o show começará a partir das 21h30

Capacidade: 756 lugares

Duração: 1h30

Bilheteria: Horário de funcionamento de terça a sexta, exceto feriado, das 11h às 19h

Forma de Pagamento: Dinheiro, débito e crédito (Visa e Master)

Ingressos

Mezanino I – Inteira R$ 120,00 / meia entrada R$ 60,00

Mezanino II – Inteira R$ 100,00 / meia entrada R$ 50,00

Plateia – Inteira R$ 150,00 / meia entrada R$ 75,00

(acessibilidade apenas na plateia)

Vendas on line ou na bilheteria do teatro

https://ticketbrasil.com.br/show/7120-mariagadu-saopaulo-sp/ingressos/

Classificação – Livre

Rodrigo Bueno

Rodrigo Bueno

Fotógrafo formado pela Escola de Fotografia Foto Conceito, já cobriu cerca de 2 mil shows nacionais e internacionais, além de eventos exclusivos como coletivas de imprensa e pré-estreias. Também é Executivo de Negócios, Jornalista, Web Design, Criador e editor de conteúdo de redes sociais.

Facebook Instagram

6 respostas para “Concurso Cultural Relâmpago Encerrado: Maria Gadú 20 anos”

  1. Sem sobras de dúvida Dona Cila é de longe a música dela que mais me marcou. Em janeiro de 2018 minha avó foi hospitalizada onde ficou internado até abril quando veio a falecer. Durante todo esse processo de desligamento e afim de tornar os dias dela mais alegres nós passávamos as tardes ouvindo música e Dona Cila embalou cada uma das nossas tarde e marcou dentro do meu coração aqueles breves momentos que tinha com ela, narrando que minha rainha estava indo embora. Até hoje não consigo ouvir a música e não me emocionar ou sentir saudades dela, mas hoje o sentimento maior de todos é o de gratidão e esperança de que um dia possamos nos reencontrar. Dona Cila fez parte da nossa história e hoje faz da minha vida.

  2. Axé à capela.
    Porque a capela está caindo, rezo a Deus que alguém a veja, nossos sonhos se evaindo e, no congresso tudo é festa. Na verdade ninguém liga, nem o ser que anda às cegas, devagar segue caindo numa estrada tão incerta. Torçamos juntos pelo amanhã pela sonhada consciência que livra o mundo da dor, acalma tanto furor e nos traz de volta o amor que, quiçá, ainda resta.

  3. Música inédita. Gadu + Tiago Iorc
    Maria Gadu é perfeita, e fica dicil escolher a “preferida” mas como é a que marcou algo, eu vou de música inédita, porque foi a que me fez ir até o primeiro show dela, porque era show do Tiago + Maria. E foi o show mais lindo da minha vida toda, parecia que todos os meus problemas tinham acabado, e o mundo tinha silenciado pra eu viver aquele show, era como se fosse um sarau, eu e eles. E eu não me canso de relembrar esse momento.
    Vê-la novamente comemorando seus 20 anos de carreira, seria demais!

  4. A música que me representa é beleza, me afetou em refletir nos processos de descontrução do que nos é ensinado por beleza. Me fez mais livre, pois passei a me olhar e a olhar o outro com mais cuidado, afinal, beleza está nos olhos de quem vê, e o modo de cada pessoa ver é singular e subjetivo, não cabe tarjas nem padrões.

  5. Ouvir Gadu pra mim é se desconectar desse mundo coberto de camadas cinzas, onde ter é mais importante que ser. Ela me faz se reencontrar com minhas raízes e de longe, Dona Cila é a canção que mais me toca.

    Nasci no mesmo dia que minha vó, 18 de outubro, desde criança sempre foi uma data repleta de emoções, mas, isso mudou em 2016, ela nos deixou, minha rainha desfaleceu nos meus braços, eu implorei p ela aguentar firme e ela só conseguiu dizer uma coisa. “- Me deixa ir!”

    Eu fiquei muito mal, ao saber que ela ñ queria mais lutar. 1 dia após ser internada novamente, depois de já ter passado 14 dias em outro hospital, ela faleceu.

    Eu ñ mal dormia durante 2 semanas, até que um dia ao chegar do trabalho enquanto tomava banho coloquei Dona Cila, chorei feito recém nascido e dentro de mim eu perguntava; “Vó, vc foi embora triste, né?! Mas, vó eu tentei, lutei com meus tios, fiz eles mudarem todos os cômodos de lugar pra te tirar daquele quarto mofado, sua casinha estava reformada só esperando a sua volta, eu esperei vc pra gente tomar um café preto, vó me perdoa se faltou algo, eu não sei como vai ser agora sem você!”

    Aquele dia fui vencido pelo cansaço capotei, porém foi o melhor dia após sua partida. Eu sonhei com ela em um grande campo repleto de flores bem coloridas, quando nosso olhar se encontrou ela sorriu de orelha a orelha e me deu tchau, em seguida caiu uma cortina de flores e eu acordei.

    Quando olho o whatsapp uma amiga tinha me enviando a mesma música, Dona Cila.

    Hoje sei que ela está em paz!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *