Espetáculo sobre Lyson Gaster estreia em dezembro


Créditos: Sillas H


É bem provável que o pessoal do teatro musical de hoje nunca tenha ouvido falar em seu nome. Para nossa sorte, dedicados pesquisadores do gênero conseguiram recuperar parte da memória cultural brasileira e colocaram foco em Lyson Gaster. Para homenagear a atriz e cantora nascida na Espanha e criada em Piracicaba, no Interior de São Paulo, depois naturalizada brasileira e que se consagrou nas décadas de 1920 a 1948, a peça Lyson Gaster no Borogodó faz duas temporadas na cidade: de 6 a 15 de dezembro no Teatro Alfredo Mesquita e de 18 de janeiro a 15 de fevereiro no Teatro Itália.

Com pesquisa de Maria Eugênia de Domenico, dramaturgia de Fábio Brandi Torres, direção e figurinos de Carlos ABC, produção e cenários de Marcos Thadeus e direção musical de Tato Fischer, o espetáculo tem a proposta de retratar aspectos da vida da atriz Lyson Gaster, revigorando fatos importantes dos palcos brasileiros e resgatando parte da história cultural do País.

Por seu talento e coragem, ela foi elogiada por artistas e críticos como Procópio Ferreira, Henriette Morineu, Pedro Bloch, Rachel de Queiroz, Paschoal Carlos Magno, Eva Todor, Mario Lago e Nelson Rodrigues, entre outros. No palco estão oito atores – Bruno Parisoto, Felipe Calixto, Alexia Twister, Tiago Mateus, André Kirmayr, Marcos Thadeus, Giovani Tozi e Patrick Carvalho. A música ao vivo fica por conta dos músicos Tato Fischer ao piano e Henrique Vasques no acordeom e cajón.

Serviço
Teatro Alfredo Mesquita – De 6 a 15 de dezembro. Sextas e sábados às 21h e domingos às 20h. Av. Santos Dumont, 1770 – Santana. São Paulo – SP, Telefone: (11) 2221-3657.

Teatro Itália – De 18 de janeiro a 15 de fevereiro de 2020. Quintas a sábados às 21h e domingos às 19h. Endereço: Av. Ipiranga, 344 – República. Duração: 1h30.

Ingressos aqui.

Andréia Bueno

Andréia Bueno

Apaixonada pelas artes em geral, ama registrar cada instante, seja no trabalho ou durante viagens. Já realizou entrevistas com artistas nacionais e internacionais para o Acesso Cultural. Adora conhecer novos lugares e culturas, tendo viajado por 14 países entre o continente europeu, africano e americano.

Facebook Instagram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *