Marco Bravo e Diego Fortes estreiam monólogo com Giselle Itié


Créditos: Priscila Prade


Com linguagem intertextual, peça dirigida e interpretada por Marco Bravo, com texto do Prêmio Shell Diego Fortes, reúne fragmentos de livros, um poema, bula de remédio, carta, diálogos e notícias, algumas fictícias, outras reais. Foi encenada e gravada no Espaço Cultural Brica Braque, de Priscila Prade.

23 de setembro. Estamos na mente de Maria Elena. Este é o dia do equinócio da primavera no Hemisfério Sul e do Outono no Hemisfério Norte. É a partir desta data do ano que a personagem, uma enfermeira, construirá sua trama através de uma série de acontecimentos surpreendentes. Ela foi marcada por esta data. Maria Elena perdeu seu irmão em 23 de setembro de 1971. Martin desapareceu em Santiago, Chile, onde moravam na época. Lá também, de forma misteriosa, morreu, em 23 de setembro de 1973, Pablo Neruda. Qual será a ligação entre Maria Elena e o grande poeta chileno?

Marco Bravo e Diego Fortes estreiam monólogo com Giselle Itié
Créditos: Priscila Prade

A partir de notícias de jornal, documentos jurídicos, cartas ficcionais, diálogos e citações, toda a história delicada de Maria Elena vai se desnudando para o espectador, principalmente sua relação com o pai. Um choque terrível de realidade. Esta é a história central do monólogo 23 de Setembro, texto de Diego Fortes, escrito por meio de bolsa de pesquisa recebia pelo autor em 2012, pela Fundação Cultural de Curitiba, com orientação da escritora Luci Collin. Diretor do grupo curitibano A Armadilha Cia de Teatro, Fortes ganhou o Prêmio Shell de Melhor Autor em 2017 por O Grande Sucesso, com Alexandre Nero.

Gravado no Espaço Brica Braque e com transmissão gratuita e online pelo Sympla nos dias 19 e 20 de junho, em duas sessões, às 20 e 22 horas, a peça tem participação de Giselle Itié (em off), direção musical de Dugg Mont, iluminação de Cesar Pivetti, projeção em vídeo de Rafael Drodro, produção e fotografia de Priscila Prade, figurino de Karen Brusttolin e realização de Brica Braque Produções Culturais. A direção e interpretação do espetáculo estão por conta de Marco Bravo, ator, diretor e músico com carreira no cinema, na tv e no teatro, álbum lançado em todas as plataformas com sua
banda Bravo & a Kitanda. Atualmente é assistente de direção na Rede Globo, é o Maurício na série Unidade Básica, no episódio “Maurício e Lena”(Globoplay); Ramires, na série Colônia, de André Ristum, (em junho no Canal Brasil e Globoplay); Delegado Otávio no filme A Jaula, de João Wainer (em breve nos cinemas e Disney); compõe o elenco de “Molière“, espetáculo dirigido por Diego Fortes, com Matheus Nachtergaele e Renato Borghi, dando vida ao ator Baron.

SERVIÇO

Espetáculo – 23 de Setembro – Dias 19 e 20 de junho em duas sessões – às 20
e 22h. Ingressos pelo Sympla. Gratuito. Pode ser feita doação de qualquer
valor para “Evoé Livro”, como ingresso solidário.

Rodrigo Bueno

Rodrigo Bueno

Fotógrafo formado pela Escola de Fotografia Foto Conceito, já cobriu cerca de 2 mil shows nacionais e internacionais, além de eventos exclusivos como coletivas de imprensa e pré-estreias. Também é Executivo de Negócios, Jornalista, Web Design, Criador e editor de conteúdo de redes sociais.

Facebook Instagram

Deixe uma resposta