No Dia Mundial de Combate à AIDS, estátua de Cazuza tem os óculos roubados devolvidos e cantor recebe homenagens


Créditos: Divulgação


O Dia Mundial de Combate à Aids, que se celebra anualmente em 1º de dezembro, terá este ano um cenário diferente: a estátua do cantor e compositor Cazuza, no Leblon. O monumento ao artista, falecido há 31 anos, foi inaugurado coincidentemente nessa data, há cinco anos.

Há pouco mais de um mês, os óculos da escultura foram roubados e a mãe do cantor resolveu encomendar e pagar pela peça, que será reposta e doada à cidade em ato simbólico nesta próxima quarta-feira. Neste dia, a partir das 9h00, o elenco do espetáculo “Cazas de Cazuza”, musical de Rodrigo Pitta cujo roteiro é baseado nas canções do artista, estará no local ao lado de Lucinha Araújo, cantando alguns dos sucessos do poeta.

Também no mesmo dia 1 de dezembro, o Governo do Rio de Janeiro estará divulgando uma campanha de testagem anônima para detectar precocemente a presença do vírus.

Bastante envolvida com as campanhas de prevenção e combate à doença desde a morte do filho, Lucinha Araújo comandou durante anos a Sociedade Viva Cazuza, que tratava de recém nascidos portadores do vírus. Hoje, aos 85 anos, ela fechou as portas da ONG para atendimento infantil porque o número de crianças vítimas do problema diminuiu drasticamente.

Créditos: Ricardo Nunes

Além do trabalho de Lucinha pela causa, o musical também tem em seu elenco outro nome atuante no combate à doença: o cantor Leandro Buenno (The Voice 2016), que recentemente se assumiu soropositivo e usa sua voz para derrubar preconceitos. Aos 27 anos, ele fala abertamente em suas redes sociais sobre o combate ao vírus e também sobre o combate ao preconceito, tão presente hoje quanto há décadas atrás.

Uma pioneira ópera rock escrita nos anos 2000, “Cazas de Cazuza”, de autoria e direção de Rodrigo Pitta, fala de preconceito, sexo, HIV, drogas, amor e desemprego e tem no palco um personagem que se descobre portador do vírus e caminha para um fim trágico. Outros tempos? Nem tanto. “Cazas de Cazuza” se revela um espetáculo mais do que atual, assim como as letras e músicas do poeta continuam sucessos e relembradas por todos, décadas depois da sua morte.

O espetáculo terá ainda mais uma apresentação na cidade, no próximo dia 04, no Vivo Rio. Confira a trilha original abaixo e alguns cliques do espetáculo após o Serviço:

SERVIÇO – VIVO RIO CAZAS DE CAZUZA:
Sábado, 04 de dezembro às 21h.
Abertura da casa 1h antes do espetáculo.
Endereço: Vivo Rio – Av. Infante Dom Henrique, 85 – Parque do Flamengo, RJ
Informações: 2272-2901
Vendas online em vivorio.com.br
Valores: Setor 1 – R$ 180,00
Setor 2 – R$ 160,00
Setor 3 – R$ 140,00
Setor 4 – R$ 120,00
Setor 5 – R$ 80,00
Camarote A – R$ 180,00
Camarote B – R$ 160,00
Camarote C – R$ 100,00
Frisa – R$ 130,00

Protocolo de segurança e Comprovante de Vacinação:

O Vivo Rio elaborou um protocolo rígido que segue todas as recomendações das autoridades sanitárias. Nosso compromisso é com o bem-estar e a saúde do nosso público, funcionários e dos artistas que passarão pela nossa casa. A utilização da máscara é indispensável.

PASSAPORTE DA VACINA

Em atendimento ao Decreto Municipal N°: 49335, do dia 26 de agosto de 2021, para acesso ao Vivo Rio é obrigatório a apresentação do comprovante de vacinação contra a Covid-19 através do certificado digital disponível na plataforma do Sistema Único de Saúde – Conecte SUS. Além do comprovante de vacina será exigida a apresentação de um documento oficial com foto.

Créditos: Robert Schwenk
Créditos: Ricardo Nunes
Créditos: Ricardo Nunes
Créditos: Ricardo Nunes

Créditos: Ricardo Nunes
Créditos: Ricardo Nunes
Créditos: Ricardo Nunes
Créditos: Ricardo Nunes
Créditos: Ricardo Nunes
C
Créditos: Ricardo Nunes
Créditos: Ricardo Nunes
Créditos: Ricardo Nunes
Créditos: Ricardo Nunes
Créditos: Ricardo Nunes
Créditos: Ricardo Nunes
Créditos: Robert Schwenk
Créditos: Robert Schwenk
Créditos: Robert Schwenk
Créditos: Robert Schwenk
Créditos: Robert Schwenk
Créditos: Robert Schwenk
Créditos: Ricardo Nunes
Créditos: Ricardo Nunes
Créditos: Ricardo Nunes
Créditos: Ricardo Nunes
Créditos: Ricardo Nunes

 

Andréia Bueno

Andréia Bueno

Apaixonada pelas artes em geral, ama registrar cada instante, seja no trabalho ou durante viagens. Já realizou entrevistas com artistas nacionais e internacionais para o Acesso Cultural. Adora conhecer novos lugares e culturas, tendo viajado por 14 países entre o continente europeu, africano e americano.

Facebook Instagram

Deixe uma resposta