Saiba quando estreia ‘A Vida da Gente’, a próxima reprise da Globo


Créditos: Divulgação


Quase dez anos desde a sua estreia, ‘A Vida da Gente’ estará de volta à programação da Rede Globo. A partir de 1º de março, a novela substituirá ‘Flor do Caribe’ no horário das 18h. A decisão de colocar outra reprise no horário deu-se em razão do andamento das gravações da próxima novela, ‘Nos Tempos do Imperador’, que estão atrasadas por conta da pandemia do novo Coronavírus.

A trama de Lícia Manzo se desenvolve pelo triângulo amoroso entre Rodrigo (Rafael Cardoso) e as irmãs Ana (Fernanda Vasconcellos) e Manuela (Marjorie Estiano). Na adolescência, Ana e Rodrigo se apaixonam, mas a relação é proibida por seus pais. Com uma carreira de tenista em ascensão, Ana descobre que está grávida, o que faz com que sua mãe, Eva (Ana Beatriz Nogueira), acabe a convencendo de ter a criança fora do país para dar em adoção logo após o nascimento. No último momento, Ana desiste de entregar Júlia e volta ao Brasil, mas sem revelar sua maternidade. Para todos, Eva assume a criança como sua filha. Cansada da opressão da mãe, Ana decide fugir para a casa da avó Iná (Nicette Bruno) com sua filha Júlia e Manuela.

Porém, um acidente acontece e deixa Ana em coma. Rodrigo, ao descobrir ser pai de Júlia, resolve criar a criança com Manuela, que após o acidente foi expulsa de casa por sua mãe, que sempre a preteriu. Após anos de convivência e cumplicidade, Rodrigo e Manuela se apaixonam e criam uma família com Júlia, mas uma reviravolta acontece em suas vidas quando Ana acorda do coma.

O folhetim, que marca a estreia de Lícia Manzo em novelas – a autora já havia sido redatora de programas como Sai de Baixo, A Diarista e Retrato Falado, além de ter escrito a série Tudo Novo de Novo -, foi muito bem avaliada pela crítica e movimentou as redes sociais com fãs acalorados que se dividiam em #TeamAna e #TeamManu, que defendiam as decisões das irmãs que, no decorrer da trama, acabam se desentendendo.

‘A Vida da Gente’ é a terceira novela mais exportada da Globo, sendo vendida para mais de 113 países, dados divulgado pelo jornalista Flávio Ricco no ano passado. A novela é também uma forma de homenagear a saudosa Nicette Bruno, que nos deixou no final do ano passado vítima de covid – 19.

5 relações fraternais que emocionaram na nossa telinha

5 relações fraternais que emocionaram na nossa telinha

Fernanda Vasconcelos, Nicette Bruno e Marjorie Estiano em A Vida da Gente | Créditos: TV Globo


Que um romance em uma novela é importante, sim é! Mas não é o único fator para tornar uma trama inesquecível. Os dramas e as diferentes relações que se desenvolvem entre os personagens são fundamentais para um bom folhetim, a relação entre irmãos, por exemplo, é uma delas. Conflituosa, profunda e apoiada em um bom texto, pode prender firmemente a atenção dos telespectadores. Por isso, decidimos enumerar aqui cinco relações fraternais que comoveram o público.

1 – Ana e Manu ( A Vida da Gente)
Na trama de estreia de Lícia Manzo, as irmãs Ana (Fernanda Vasconcellos) e Manu (Marjorie Estiano) tem uma ligação muito forte. Apesar da equação maldosa proposta pela mãe Eva (Ana Beatriz Nogueira) de dar tudo a uma e nada a outra, as jovens se mantinham sempre unidas. Mas um acidente e, logo após, um triângulo amoroso formado com um irmão adotivo Rodrigo (Rafael Cardoso), põem em cheque a relação das duas. Entretanto, o amor sempre vence e no final, depois de todas as adversidades, a relação das irmãs se fortalece ainda mais.

5 relações fraternais que emocionaram na nossa telinha
Créditos: Rede Globo

2 – Estela, Diná e Alexandre (A Viagem)
Na novela espírita de Ivani Ribeiro, Diná (Christiane Torloni) tinha adoração pelos irmãos. Com Estela (Lucinha Lins), sua ligação era praticamente telepática, sempre sentindo quando a irmã estava precisando de ajuda. Já com Alexandre (Guilherme Fontes), seu amor foi além da vida, quando mesmo após sua morte, não sossegou enquanto não o tirou do Vale dos Suicidas e o levou ao Nosso Lar.

5 relações fraternais que emocionaram na nossa telinha
Créditos: Rede Globo

3 – As irmãs Benedito (Orgulho e Paixão)
Inspirada em obras da escritora inglesa Jane Austen, as irmãs Elisabeta (Nathalia Dill), Jane (Pamela Tomé), Cecília (Anaju Dorigon), Mariana (Chandelly Braz) e Lídia (Bruna Griphao) eram sinal de empoderamento e sororidade. Apesar de terem personalidades tão distintas, elas se mantinham unidas e sempre dispostas a defender umas as outras.

5 relações fraternais que emocionaram na nossa telinha
Créditos: Rede Globo

4 – Filhos do doador 251 (Sete Vidas)
Após descobrir ser adotada, Júlia (Isabelle Drummond) sai em busca de sua origem. Ao saber que foi concebida através de um doador de sêmen, intitulado doador 251, a jovem tenta a todo custo descobrir sua identidade. O que não se dá conta é que além de pai, ela também encontra mais seis irmãos. Assim, Júlia, Pedro (Jayme Matarazzo), Laila (Maria Eduarda), Luís (Thiago Rodrigues), Bernardo (Guilherme Lobo), Felipe (Michel Noher) e o pequeno Joaquim (Bernardo Berruezo) tentam encontrar formas de criar laços e conviver com essa nova realidade. O desenvolvimento dessa relação é linda e emocionou o público durante a novela.

5 relações fraternais que emocionaram na nossa telinha
Créditos: Rede Globo

5 – Helena, Hilda e Heloísa (Mulheres Apaixonadas)
A relação dessas irmãs passam por momentos conturbados durante o folhetim. De câncer de mama a surtos por amar ao extremo o companheiro, elas encontram uma nas outras abrigo e força para continuar seguindo em frente.

5 relações fraternais que emocionaram na nossa telinha
Créditos: Rede Globo

Gostaram? E você, lembra de alguma outra relação fraternal que te emocionou na TV? Comente!

Suspense nacional “Volume Morto” estreia no drive-in

Suspense nacional Volume Morto estreia dia 20 no drive-in

A professora de inglês (Fernanda Vasconcellos) convoca os pais de Gustavo para uma reunião na escola | Créditos: Divulgação


O suspense “Volume Morto“, aclamado na Europa e considerado o filme mais polêmico do Festival de Brasília em 2019, chega às telas do cinema drive-in, em São Paulo, no próximo dia 20 de agosto. Assista o trailer!

Trata-se de um filme que prende o público em um quebra-cabeça familiar. De um lado temos a professora Thamara (Fernanda Vasconcellos) que percebe o comportamento incomum do aluno Gustavo. Mudo nas aulas, ele ganha o apelido “Volume Morto”. Para tentar entender o que acontece com o garoto em casa, ela convoca os pais de Gustavo, Luiza (Júlia Rabello) e Roberto (Daniel Infantini) para uma reunião. O filme, de 80 minutos, que se desenrola dentro de uma escola completamente vazia, permite que o espectador acompanhe situações extremas e tente entender os diferentes pontos de vista de cada um dos envolvidos. A chegada da diretora, interpretada pela atriz Fernanda Viacava, dá um tom ainda mais sombrio ao longa-metragem que só entrega a pista final da trama nos últimos segundos. O filme também foi selecionado para o Festival de Talim (Estônia), um dos dez maiores festivais de cinema do mundo. A narrativa, envolvente, provoca curiosidade imediata no público.

Suspense nacional Volume Morto estreia dia 20 no drive-in
O pai, Daniel Infantini, em cena do longa “Volume Morto” | Créditos: Divulgação

9 dias de filmagem

Segundo o diretor, o elenco de “Volume Morto” foi fundamental. “A pressa às vezes era tanta que a gente não tinha tempo nem para explicar alguns porquês, eles simplesmente davam vida para todos os movimentos que pensamos antes“, recorda.

Outro desafio foi o tempo de filmagem. “Rodar o longa em 9 dias em apenas um cenário e com poucos recursos exigiu uma preparação e prontidão muito rápida. O primeiro desafio começa no roteiro, como contar uma história com apenas 4 personagens e em um único ambiente? É um aprendizado enorme“, avalia.

“Volume Morto” é uma produção da Labuta Filmes com distribuição da O2 Play.

Quer saber mais sobre Filmes? Clique aqui!

Confira trailer inédito da segunda temporada de “Coisa Mais Linda”

Confira trailer inédito da segunda temporada de "Coisa Mais Linda"

Créditos: Divulgação/Netflix


A Netflix revelou nesta terça-feira o trailer oficial da segunda temporada de Coisa Mais Linda. No vídeo, acompanhamos a trajetória de cada uma das protagonistas após sofrerem um baque. Com o privilégio de uma segunda chance, o quarteto também experimenta novas formas de amor, afeto e autonomia. E caberá aos fãs da série contemplar os sonhos, conquistas e dores dessas mulheres que são tão diferentes entre si, mas seguem crescendo juntas.

Malu (Maria Casadevall) continua sendo a mulher determinada, mãe dedicada e amiga leal que conhecemos na primeira temporada. No entanto, agora ela tem uma força ardente, alimentada por um grande trauma, se tornando mais forte, sem filtro e desinibida. Já Thereza (Mel Lisboa) opta por dedicar-se à casa e família, mas não demora muito para sentir falta de outra realização: o trabalho, desta vez, em uma rádio. Antes de seu casamento, Adélia (Pathy Dejesus) pensa muito em sua infância e em seu pai, Duque (Val Perré). Ela quer começar do zero com Capitão (Ícaro Silva) e seguir em frente para sempre. Enquanto isso, sua irmã, Ivone (Larissa Nunes), passa de uma adolescente típica a uma talentosa aspirante à artista, que terá a chance de provar sua capacidade para uma indústria ainda dominada por homens, com a ajuda de Malu.

O trailer introduz ainda o ator Alejandro Claveaux no papel de Wagner, novo colega de trabalho de Thereza, e Breno Ferreira como Miltinho, talentoso jogador de futebol amigo de longa data do Capitão; além de novas locações como o icônico hotel Copacabana Palace, no Rio de Janeiro, e a Casa do Povo, em São Paulo, que na série abriga a Rádio Brasileira. O ambicioso produtor musical Roberto (Gustavo Machado) e o galante cantor Chico (Leandro Lima) também estão de volta, dessa vez ambos tirando o fôlego de Malu. Já Nelson (Alexandre Cioletti) abraça o papel de pai e passa a dividir com Thereza os cuidados com a filha Conceição, fruto de seu antigo relacionamento com Adélia.

Serão seis episódios de 50 minutos cada, produzidos por Beto Gauss e Francesco Civita, repetindo a dobradinha da primeira temporada. A criação é de Heather Roth e Giuliano Cedroni. Roth também assina o roteiro com Patricia Corso e Mariana Tesch. A direção geral é de Caito Ortiz, com Julia Rezende à frente de parte dos episódios. Confira agora o trailer oficial!

Quer saber mais sobre Séries? Clique aqui!

Segunda temporada de ‘Coisa Mais Linda’ estreia em junho

coisa-mais-linda-netflix

Créditos: Aline Arruda / Netflix


Estreia no dia 19 de junho, só na Netflix, a segunda temporada do aclamado drama de época Coisa Mais Linda, produzido pela Prodigo Films para o principal serviço de entretenimento por streaming do mundo. Além da data de lançamento, foram divulgadas, nesta quarta-feira, as primeiras imagens da nova fase da série nacional.

Malu (Maria Casadevall) continua sendo a mulher determinada, mãe dedicada e amiga leal que conhecemos na primeira temporada. No entanto, agora ela tem uma força ardente, alimentada por um grande trauma, se tornando mais forte, sem filtro e desinibida. Já Thereza (Mel Lisboa) opta por dedicar-se à casa e família, mas não demora muito para sentir falta de outra realização: o trabalho, desta vez, em uma rádio. Antes de seu casamento, Adélia (Pathy Dejesus) pensa muito em sua infância e em seu pai, Duque (Val Perré). Ela quer começar do zero com Capitão e seguir em frente para sempre. Enquanto isso, sua irmã, Ivone (Larissa Nunes), passa de uma adolescente típica a uma talentosa aspirante à artista, que terá a chance de provar sua capacidade para uma indústria ainda dominada por homens, com a ajuda de Malu.

coisa-mais-linda-mel-lisboa
Créditos: Aline Arruda / Netflix

Também retornam nesta temporada Fernanda Vasconcellos, como Lígia; Ícaro Silva, como Capitão; Leandro Lima, como Chico; Gustavo Machado, como Roberto; Alexandre Cioletti, como Nelson; e Gustavo Vaz, como Augusto. Entre os novos integrantes, além de Perré, estão Breno Ferreira, Eliana Pittman, Angelo Paes Leme, Alejandro Claveaux e Kiko Bertholini.

Serão seis episódios de 50 minutos cada, produzidos por Beto Gauss e Francesco Civita, repetindo a dobradinha da primeira temporada. A criação é de Heather Roth e Giuliano Cedroni. Roth também assina o roteiro com Patricia Corso e Mariana Tesch. A direção geral é de Caito Ortiz, com Julia Rezende à frente de parte dos episódios.

Quer saber mais sobre Séries? Clique aqui!

Fernanda Vasconcellos, Rodrigo Santoro e Daniel Boaventura emprestam suas vozes para ‘Klaus’


Créditos: Divulgação/Netflix


Fernanda Vasconcellos, Rodrigo Santoro e Daniel Boaventura são os dubladores oficiais da versão brasileira do primeiro filme de animação da Netflix, KLAUS. O longa estreia em 15 de novembro na plataforma de streaming.

Na história, Jesper (Rodrigo Santoro) é o pior estudante da academia postal. Ele mora em uma ilha gelada acima do Círculo Ártico, onde cartas não têm vez entre os vizinhos brigados que mal se falam. Jesper está para desistir quando encontra uma aliada, a professora Alva (Fernanda Vasconcellos), e conhece Klaus (Daniel Boaventura), um misterioso carpinteiro que vive sozinho em uma casa cheia de brinquedos feitos à mão. Suas amizades improváveis trazem o riso de volta à pequena Smeerensburg e criam um novo legado de vizinhos generosos, contos mágicos e meias cuidadosamente penduradas sob a chaminé. Com direção do cocriador de Meu Malvado Favorito Sergio Pablos.

Confira o trailer oficial: